Internacionalização Empresarial

Desde 2014 o termo internacionalização empresarial tem sido muito divulgado nos órgãos de difusão massiva angolana devido a crise do preço do barril de crude que a três anos assola Angola. È uma economia que depende excessivamente do petróleo  cerca de 90% do Orçamento Geral do Estado depende desta commodity, portando o PIB angolano recuou de 120 mil milhões em 2014 para 80 mil milhões em 2016,  as receitas liquidas tiveram um decréscimo de 30 mil milhões em 2012 para 21 mil milhões em 2016, portanto face a estes números aliado a falta de divisas devido a fragilidade do sector bancário angolano e a falta de produção das empresas angolanas, urge a necessidade de termos uma produção nacional forte, uma agricultura. 

Algumas empresas em Angola já se internacionalizaram a bastante tempo, mas umas apenas para têm representação lá fora, outros apenas para terem as suas marcas conhecidas lá fora, outras exportam apenas matérias-primas. 

Mas na verdade Angola precisa mesmo é de empresas fortes e com capacidade para competir em todos os concorrentes ao nível do mercado global, para isso é preciso internacionaliza-las e adoptarem normas/procedimentos/princípios aceites ao nível internacional.

Atenciosamente

João Andrade